google-site-verification=DlPUxduZVoPOEB5b_QbJcG4cgTHg9-H-y1cDUQwxZuA google-site-verification=DlPUxduZVoPOEB5b_QbJcG4cgTHg9-H-y1cDUQwxZuA
 

Guia para você fazer a inclusão categoria B (de carro)

Quem tem carteira de moto, cedo ou tarde, precisará fazer a inclusão categoria B. Claro que existem os motociclistas apaixonados que jamais vão dirigir um carro, no entanto, o mais frequente é que essa categoria seja somada à habilitação A.

Afinal, com uma categoria a mais na CNH, você terá muito mais opções não só para se locomover, mas na forma de oportunidades profissionais. Em tempos de economia em recessão, nada melhor do que ampliar o leque de alternativas de trabalho, concorda?

Veja aqui como agregar a carteira de carro à sua habilitação de moto.


Como é feita a inclusão categoria B?

Para incluir a letra B à sua CNH A, é necessário primeiro pagar o DUDA e o exame médico junto ao Detran-RJ.

Nesse caso, vale prestar atenção aos valores cobrados ao gerar o Documento Único de Arrecadação. Enquanto na primeira habilitação o valor é de R$ 278,60, na inclusão de categoria, independentemente de qual seja, o valor é reduzido em 50%.

Sendo assim, você precisará pagar somente R$ 139,30, segundo a tabela de preços divulgados no site do Detran do Rio de Janeiro. Em caso de reprovação (bate na madeira), o DUDA fica no valor de R$ 104,00.

Por sua vez, o exame médico deve ser pago na clínica em que você fizer o respectivo procedimento ambulatorial no valor de R$ 80,00. E, caso o candidato venha a ser reprovado (bate na madeira de novo) a taxa de reexame fica em R$ 40,00.

Concluído o exame médico, bastará realizar a matrícula na autoescola Padrão e começar os treinos. A carga horária é de 15 aulas práticas, em que sua perícia como motorista será avaliada e aperfeiçoada. Importante destacar que, dessas aulas, 2 serão noturnas, conforme previsto na legislação.


Como é o curso prático?


Na prática, o curso prático para inclusão categoria B não difere em nada do curso ministrado aos alunos que pretendem tirar a primeira habilitação. Claro que cada caso é um caso e, sendo assim, cabe ao professor avaliar as limitações do aluno de inclusão e direcionar seus treinos para conseguir máximo aproveitamento. No entanto, a estrutura das aulas é exatamente a mesma de um curso de formação.

Por isso, a dica é prestar bastante atenção às orientações passadas, permanecer atento às instruções para fazer baliza e jamais esquecer dos procedimentos padrão ao entrar no veículo (afivelar o cinto, ajustar retrovisores e pôr as duas mãos no volante). Outras orientações podem ser passadas, então, o negócio é ficar sempre alerta.


A renovação de CNH é igual?


Depois de aprovado no exame prático, o Detran determina um prazo para emitir a nova CNH, na qual a categoria AB deverá ser impressa.

Aqui vale um outro alerta: assim que você recebe a habilitação categoria AB, o prazo para renová-la passa a ser contado a partir da data da emissão. Assim sendo, todos os prazos válidos na sua antiga CNH A deixam de valer.

Também é importante destacar que maiores de 60 anos são isentos do pagamento de DUDA de inclusão.

A inclusão categoria B é indispensável para quem deseja se habilitar em categorias profissionais, C, D e E ou mesmo para dirigir táxis ou para aplicativos. Dessa forma, você só poderá se tornar um condutor profissional se tiver a categoria AB antes.

Faça sua inclusão com quem tem credibilidade. Agende online sua inclusão categoria B com preços promocionais!